Brasil premiado como a Melhor Prática em Gestão de Água 2015

De acordo com o site Planeta Sustentável, a iniciativa brasileira “Cultivando Água Boa”, desenvolvida pela Itaipu Binacional obteve o 1º lugar na categoria “Melhores práticas em gestão da água”, do prêmio Water for Life 2015 (Água para Vida, em tradução livre), concedido pela UN Water – Agência das Nações Unidas para a Água:

O anúncio foi feito na Índia, na semana passada (20/03), durante as comemorações do Dia Mundial da Água.

O programa, que tem parceria com 29 municípios do oeste do Paraná (uma região com aproximadamente um milhão de habitantes e 800 mil hectares de área), se fundamenta na gestão integrada das bacias hidrográficas locais, com o objetivo de garantir a qualidade e quantidade da água e a sustentabilidade do ecossistema onde estão localizadas estas bacias.

“Seguindo a pedagogia freiriana (desenvolvida pelo educador brasileiro Paulo Freire), a estratégia é organizar as comunidades a partir de uma metodologia que garante ampla participação e envolvimento dos atores locais, desde o diagnóstico situacional, passando pelo planejamento, a execução e a avaliação das ações”, explica Nelton Friedrich, diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu e responsável desde o início pela coordenação geral do Cultivando Água Boa. Ainda segundo ele, é esta “democracia direta” o principal fator de sucesso e reconhecimento do programa.

Iniciado há pouco mais de dez anos, o Cultivando Água Boa tem entre seus principais resultados a recuperação de microbacias hidrográficas, proteção de nascentes, recomposição de matas ciliares, conservação de solos e implantação de cisternas para reúso de água.

No campo social, a iniciativa também trouxe grandes avanços para a população do oeste paranaense, como a inclusão social e produtiva de comunidades indígenas, pescadores, quilombolas, catadores de recicláveis, jovens e pequenos produtores.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Meio Ambiente | Deixe um comentário

O efeito da música sobre o Mal de Parkinson

Publicado em Artes e Cultura | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Ultra-som contra o Mal de Alzheimer

De acordo com o site Ciência Online, pesquisadores australianos criaram uma tecnologia de ultra-som não-invasiva que limpa o cérebro das placas amilóides neurotóxicos responsáveis ​​pela perda de memória e pelo declínio da função cognitiva em pacientes com Alzheimer:

Se uma pessoa tem a doença de Alzheimer, isso é geralmente o resultado de uma acumulação de dois tipos de lesões – placas amilóides e emaranhados neurofibrilares. As placas amilóides ficam entre os neurônios e criam aglomerados densos de moléculas de beta-amilóide.

Os emaranhados neurofibrilares são encontrados no interior dos neurónios do cérebro, e são causados por proteínas Tau defeituosas que se aglomeram numa massa espessa e insolúvel. Isso faz com que pequenos filamentos chamados microtúbulos fiquem torcidos, perturbando o transporte de materiais essenciais, como nutrientes e organelas.

Como não temos qualquer tipo de vacina ou medida preventiva para a doença de Alzheimer – uma doença que afeta 50 milhões de pessoas em todo o mundo – tem havido uma corrida para descobrir a melhor forma de tratá-la, começando com a forma de limpar as proteínas beta-amilóide e Tau defeituosas do cérebro dos pacientes.

Agora, uma equipa do Instituto do Cérebro de Queensland, da Universidade de Queensland, desenvolveu uma solução bastante promissora. Publicando na Science Translational Medicine, a equipa descreve a técnica como a utilização de um determinado tipo de ultra-som chamado de ultra-som de foco terapêutico, que envia feixes feixes de ondas sonoras para o tecido cerebral de forma não invasiva.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Medicina | Deixe um comentário

Niterói, RJ: Feira da gratidão em 28.03.2015

Fonte: jornal O Globo de 27.03.2015.

IMG_1553158698046

Publicado em Cidadania | Deixe um comentário

Sucesso no primeiro transplante de pênis do mundo

Sucesso no primeiro transplante de pênis do mundo

De acordo com o site do jornal O Dia, nem mesmo os médicos responsáveis pelo primeiro transplante de pênis bem-sucedido do mundo, realizado em dezembro de 2014 na África do Sul e divulgado recentemente, esperavam resultado tão bom, apenas cinco semanas após a operação, para o primeiro transplante de pênis do mundo. O jovem de 21 anos que recebeu o órgão já foi capaz de ter relações sexuais com a namorada e de urinar sem o auxílio de um catéter, contaram nesta segunda-feira [16.03.2015] os especialistas que fizeram a cirurgia pioneira:

“O paciente tem ereções de boa qualidade, ejacula e faz sexo frequentemente com sua parceira”, disse o médico Frank Graewe. O saldo positivo do procedimento foi comemorado pelo cirurgião plástico Ricardo Cavalcanti, da Casa de Portugal. “Já existiam casos de reimplante do pênis, mas o transplante é algo inovador que abre grandes perspectivas para pacientes com câncer que sofrem amputação, problema mais comum do que parece”, diz Cavalcanti.

Frank Graewe afirmou que o doador e o jovem transplantado tinham o mesmo tom de pele. Para o urologista Bernardo Geoffroy, do Hospital Badim, essa questão é a mais importante do processo. “Todo órgão externo transplantado pode causar problemas psicológicos graves se o paciente não se reconhecer ali”, afirma ele. A cirurgia, que durou dez horas, conectou vasos, artérias e a uretra do paciente com as do pênis doado para recuperação das funções do órgão (veja passo a passo no box ao lado). “É uma operação delicada e que demanda a ajuda de microscópio porque são estruturas muito pequenas.”

Otimista quanto às possibilidades da técnica, Ricardo Cavalcanti vê dificuldades para a chegada do método ao Brasil. “O órgão tem de ser retirado rápido após a morte do doador e a logística é complicada, além da resistência das famílias em doar”, aponta. O procedimento ainda não tem regulamentação no Brasil. Em busca de financiamento e doadores, médicos sul-africanos pretendem fazer mais nove cirurgias até o final do ano.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Medicina | Deixe um comentário

Música clássica auxiliando a prevenção de doenças neurodegenerativas

De acordo com o portal G1, escutar música clássica com frequência ativa os genes associados à função cerebral e ajuda a prevenir as doenças neurodegenerativas, segundo um estudo divulgado por cientistas da Universidade de Helsinque, na Finlândia:

Até agora os especialistas sabiam que escutar música representa uma complexa função cognitiva do cérebro que provoca diversas mudanças neurais e fisiológicas, mas pouco havia sido estudado sobre os efeitos em nível molecular.

Os investigadores queriam estabelecer as alterações genéticas ocasionadas pela música clássica. Para isso, foi examinado o sangue de um grupo de 48 pessoas antes e depois de escutarem o Concerto para Violino número 3, de Mozart.

Dirigido pelo professor Chakravarthi Kanduri, ele concluiu que escutar música clássica com frequência aumenta a atividade dos genes envolvidos na secreção de dopamina, na neurotransmissão sináptica, na aprendizagem e na memória.

Além disso, a música contribui para tornar menos ativos os genes envolvidos na degeneração do cérebro e do sistema imunológico, o que reduz o risco de contrair doenças neurodegenerativas como o Mal de Parkinson ou a demência senil, segundo os cientistas.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Artes e Cultura, Medicina, Saúde e Bem Estar | Deixe um comentário

Teatro Guignol: De volta à Tijuca, Rio

De acordo com o site NaTijuca, o Teatro Guignol voltou a funcionar na Praça Xavier de Brito em março de 2015:

Entre as principais atrações da festa do Dia Internacional da Mulher, no último domingo (8), estava a reabertura do Teatro Guignol. A volta do teatro, que funcionará todos os finais de semana (sábados e domingos) sempre às 11h, presenteou não só as mamães, mas toda a família.

“O Teatro de Guignol é tradicional aqui na Praça Xavier de Brito. Estava há seis anos sem funcionar. Sempre que passava aqui pela praça, algum morador vinha me perguntar quando voltaria as apresentações das marionetes. Entrei em contato com a Secretaria Municipal de Cultura e reavivamos este projeto que diverte e sempre divertiu os frequentadores da praça”, destaca Marcio Ribeiro, subprefeito da Grande Tijuca.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Artes e Cultura, Infância | Deixe um comentário