RJ: Música para crianças com deficiências

De acordo com o site SRZD, o diretor de bateria da Vila Isabel e da Herdeiros da Vila, coordenador do bloco Cordão do Boitatá, Carlos Henrique Vicente, apelidado de Mangueirinha, ministra aulas de música para crianças com deficiências no Rio de Janeiro.

Ele fala com um orgulho imenso e muita emoção sobre a iniciativa idealizada há 6 anos.

Mangueirinha conversou com o SRZD-Carnaval e explicou detalhes do projeto, em parceria com o Instituto Tim, que começou em 2010 com o nome de “Tim Música nas escolas”, que contava com orquestra e bateria. A partir daí, passou a notar, no fim dos desfiles na Marquês de Sapucaí, que as pessoas com deficiência que assistiam à passagem das escolas nos últimos setores, vibravam com a presença dos ritmistas. “Quando a bateria passava era um alvoroço, eles gostavam muito daquilo. Aí um dia pensei: quero um desafio a mais.”

Ele, então, lembrou do Instituto Benjamin Constant, especializado na educação de crianças cegas, e pensou em ajudar pessoas com outra deficiência: a surdez. “Fiz um projeto e meu coordenador levou para a Tim, que gostou da proposta. Lembrei que em Vila Isabel tinha uma escola de surdos, mas não confiaram muito. Me indicaram outra no Grajaú, onde as portas foram abertas, e comecei a dar aulas. A escola acabou fechando depois de um tempo, e meus alunos passaram para o Ines (Instituto Nacional de Educação de Surdos), em Laranjeiras, e fui para lá, onde fiquei um ano. Depois, meu coordendador foi para o Centro de Referência da Música Carioca, na Tijuca, passamos o projeto para lá, onde está até hoje”, contou.

Há três anos, Mangueirinha passou a receber crianças e adultos com outros tipos de deficiência. Inicialmente, a ideia era restringir a faixa etária do projeto até 21 anos, mas pessoas de mais idade procuraram por ele, interessadas nas aulas, e ele não negou ajuda. “Chegam cegos, autistas, pessoas com retardo mental, e mais velhas. E eu não posso fechar as portas. Estou lá de braços abertos recebendo todos eles”.

Leia mais clicando aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Artes e Cultura, Cidadania, Superação. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s